post

Lendas e calendas


Índio sem brilho na constelação Tucana
Conta uma lenda indígena que em São Paulo, na região de Juréia-Itatins, de sete em sete anos aparece um tucano de bico de ouro, faz um vôo rasteiro sobre a serra para logo em seguida desaparecer retornando sete anos depois, sucessivamente. A lenda explica que a pessoa que conseguir ver o tucano de bico de ouro será rica e feliz. Ainda não se tem notícia de alguém que tenha vivido, para sempre, rico e feliz, a não ser o próprio, pelo bico que tem. Uma lenda para as calendas. Tucano também é o nome de uma constelação austral ao Sul de três outras, entre elas a do Índio. Portanto, segundo os astronomos, as constelações de Tucano e Índio são vizinhas. Porém, Índio é pouco conhecida e sem brilho, pois as estrelas vizinhas a ofuscam, não sendo fácil localizá-la, sobretudo por falta de estrelas brilhantes em seu meio. Hiparco, (Hipparkhos (190 – 126 a. C.), um dos percussores gregos da astronomia foi quem introduziu o conceito de grandeza, associado ao brilho (e não às dimensões) das estrelas. Por seus conceitos, ainda hoje considerados, Índio é uma constelação de sexta grandeza, bem apagadinha. De acordo com a astronomia, as 48 constelações que se localizam no hemisfério Sul, como Tucano e Índio, ao contrário das demais, não formam uma família nem por sua mitologia e nem pela singularidade astronômica, ou seja, não possuem afinidades entre elas. No popular, é cada uma por si e Deus pra todos, mesmo porque, a bem da verdade, as constelações não são verdadeiros grupos de estrelas. Essas, apenas parecem estar agrupadas vistas de longe, mas na realidade, encontram-se há anos de luz de distância uma das outras. Assim como o Tucano do Bico de Ouro, também Índio pode não passar de uma miragem, uma ilusão de ótica. É o que se tem de explicação. E não há quem acredite que, dessa forma, possa, realmente, ser feliz. Uma lenda para as calendas.

Comments

  1. Achei fantastica a descrição da não inédita junção PSDB/DEM ou seja TUCANA/INDIO, como uma lenda. Estas junções na verdade são inéditas, pelo menos considerando o nome atual do partido DEM, pois com seu nome “ancestral” (demoníaco), houve várias e em nenhuma deu bons resultados para ambos, como citaste. Foi bem para um e mal para o outro, e vice versa.
    O bom mesmo desta junção atual, é que nenhum dos dois ganhará alguma coisa. Pelo menos estamos torcendo por isto.

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google

Você está comentando utilizando sua conta Google. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s

%d blogueiros gostam disto: