post

De novo, o diploma para jornalista.


De quando o entulho autoritário interessa ao corporativismo

Muito se critica os tempos dos governos militares. Nem vamos entrar no mérito aqui. Mas a expressão mais comum, quando se quer promover alguma mudança, o que não significa para melhor, é o “entulho autoritário”. Essas palavras mágicas são poderosas quando se quer acabar com algo que deu certo e implantar algo que não dará certo. Tudo em nome da democracia de araque à brasileira. Um exemplo em evidência é o desnecessário diploma para jornalista. Os grandes nomes da história do jornalismo brasileiro não freqüentaram as escolas de jornalismo. Não existiam. Passaram a ser obrigatórias para o exercício da profissão no auge dos governos militares como forma de doutrinação. Há de se considerar que a idéia primária de se criar escolas não foi dos militares, arrastava-se há décadas, os militares apenas colocaram-na em prática, por conveniência do momento. A primeira escola de jornalismo da América Latina foi criada por Cásper Líbero, proprietário da Gazeta Mercantil, em São Paulo, em 1947. Estava agregada à Faculdade de Filosofia Ciências e Letras. O Decreto No 28.923, de 1950, deu origem ao primeiro curso de jornalismo vinculado à Faculdade de Filosofia da Universidade do Brasil (atual UFRJ – Universidade Federal do Rio de Janeiro). No entanto, eram fatos isolados e não foram responsáveis pela formação dos grandes nomes da imprensa brasileira, a maioria autoditada e jornalista inato. Além do que, parece que a escola fez e continua fazendo um mal danado para a profissão de jornalista. Sem criatividade, semi-analfabeto, sempre alinhado e pensando mais no ter do que no ser. Justamente ao contrário do jornalista de verdade que é um estado de espírito, um ser um vocação, uma dádiva que não se adquire com um pedaço de papel chamado diploma. Mas nesse caso, em nome do corporativismo, o entulho é um grande achado. É o que acham. Aliás, para que escola de jornalismo se jornalismo no Brasil foi enterrado faz tempo?

Também sobre o assunto:

Escola não faz jornalista – jornalista faz escola

Página principal do Blog do Jua

Comments

  1. Anonymous says:

    necessario verificar:)

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google

Você está comentando utilizando sua conta Google. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s

%d blogueiros gostam disto: